Plastic Fire

Há cerca de dois meses estava assistindo uma entrevista do Rodrigo do Dead Fish e como de costume a repórter perguntou como estava a cena Hardcore o que ele andava ouvindo e o que havia de bom. Neste momento sem titubear o vocal mandou um nome: PLASTIC FIRE o nome deveria estar bem fresco na mente pois duas semanas antes a Banda(Dead Fish) havia gravado seu DVD de 20 anos no Disco Voador(RJ) com participação do Reynaldo voz do Plastic Fire. Logo fui pesquisar e encontrei um som rápido, letras inteligentes e com uma pegada que eu não encontrava há tempos.

Formado no Rio de Janeiro o quarteto conta com Reynaldo (voz), Marcelo (baixo), Daniel (guitarra) e Felipe (bateria) que entrou na gravação do álbum “A Última Cidade Livre”. Os caras contam com dois discos já lançados E.xistência P.arcial e A Última Cidade Livre também entraram no Split Chumbo que conta com as bandas Bullet Bane, Fire Driven, Plastic Fire(lógico) e Zander.

E.xistência P.arcial

A Última Cidade Livre

 

Destaco dois sons excelentes do Plastic “Eu,o Aríete e a Muralha” e “O Preço de Ser Impessoal”.

 Eu,o Aríete e a Muralha

O Preço de Ser Impessoal (Puro hardcore de 42 segundos)

Referências

http://tramavirtual.uol.com.br/artistas/plasticfire

https://twitter.com/plasticfire

http://www.facebook.com/PlasticFire.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *