JavaScript personalizado GTM

JavaScript personalizado no GTM

A Variável de JavaScript personalizada é certamente a variável mais versátil do conjunto. Você pode usá-lo para executar JavaScript arbitrário na página. Ele cria um contexto de script, o que significa que você também pode chamar outras Variáveis ​​de dentro usando a sintaxe apropriada.

A Variável de JavaScript personalizada precisa seguir duas regras simples. Primeiro, o script deve ser envolvido em um bloco de função anônimo ( function() { … }). Em segundo lugar, a função deve ter uma declaração de retorno ( return null;).

A terceira, regra não escrita, é que a função só deve retornar um valor. Você não deve usar uma Variável de JavaScript personalizada para modificar a paisagem de nomes global, pressionando valores para, dataLayer por exemplo. Se você deseja alterar as variáveis ​​globais de uma função, é melhor criar uma Tag HTML personalizada para este propósito.

RETORNO

Depende do que você tem na return de declaração. Você pode retornar qualquer variável ou valor, mesmo outras funções, outras Variáveis ​​GTM ou nada (um simples return;é o equivalente a retornar o valor indefinido ).

Bad Religion – True North

Após três anos o Bad Religion lança seu 16º álbum, intitulado de True North traz uma pegada que lembra o disco The Gray Race de 1996. Desde o inicio de dezembro(2012) a banda vem disponibilizando sons que fazem parte desta nova compilação, musicas com “Fuck You” e “True North” já indicavam que viria algo de boa qualidade.

A banda mesmo com seus 34 anos mostra que está atenta as mudanças no mercado fonográfico e lançou o álbum todo online no canal da gravadora Epitaph Records com já havia feito com o álbum  The Dissent of Man lançado através da plataforma do Sound Cloud.

Neste novo trabalho chama bastante a atenção a qualidade de som e um ritmo um pouco mais calmo do vocal Greg Graffin porém não fica devendo em nada nos sons. Destaco duas faixas ótimas “Vanity” e “My Head Is Full Of Ghosts”.

Abaixo segue o disco completo publicado no Youtube.

 


Fontes

http://pt.wikipedia.org/wiki/Bad_Religion
http://www.badreligion.com/

 

 

Pennywise – All Or Nothing

Após um período de 4 anos o Pennywise lançou o novo álbum: All Or Nothing este é o primeiro trabalho desde a saída Jim Lindberg vocal de todos os discos da banda, neste novo trabalho quem assume o posto é Zoli Teglas e não deixa nada a desejar.

Teglas ex vocal do Ignite já vinha assumindo os vocais do Pennywise desde 2009 o que deu um bom tempo para pegar o espirito da banda e mandar uma porrada no All Or Nothing. Destaco duas faixas excelentes We Have It All e Let Us Hear Your Voice.

O disco está totalmente liberado no SoundCloud disponibilizado pela gravadora Epitaph Records.

Aproveitem

Referências

http://pennywisdom.com/

http://pt.wikipedia.org/wiki/Pennywise

http://pt.wikipedia.org/wiki/Ignite

Plastic Fire

Há cerca de dois meses estava assistindo uma entrevista do Rodrigo do Dead Fish e como de costume a repórter perguntou como estava a cena Hardcore o que ele andava ouvindo e o que havia de bom. Neste momento sem titubear o vocal mandou um nome: PLASTIC FIRE o nome deveria estar bem fresco na mente pois duas semanas antes a Banda(Dead Fish) havia gravado seu DVD de 20 anos no Disco Voador(RJ) com participação do Reynaldo voz do Plastic Fire. Logo fui pesquisar e encontrei um som rápido, letras inteligentes e com uma pegada que eu não encontrava há tempos.

Formado no Rio de Janeiro o quarteto conta com Reynaldo (voz), Marcelo (baixo), Daniel (guitarra) e Felipe (bateria) que entrou na gravação do álbum “A Última Cidade Livre”. Os caras contam com dois discos já lançados E.xistência P.arcial e A Última Cidade Livre também entraram no Split Chumbo que conta com as bandas Bullet Bane, Fire Driven, Plastic Fire(lógico) e Zander.

E.xistência P.arcial

A Última Cidade Livre

 

Destaco dois sons excelentes do Plastic “Eu,o Aríete e a Muralha” e “O Preço de Ser Impessoal”.

 Eu,o Aríete e a Muralha

O Preço de Ser Impessoal (Puro hardcore de 42 segundos)

Referências

http://tramavirtual.uol.com.br/artistas/plasticfire

https://twitter.com/plasticfire

http://www.facebook.com/PlasticFire.br

Pulley banda

Não, não se trata de exercícios para fortalecimento de trícipes em máquinas com polias. Pulley banda californiana de punk rock formada em 94 conta com cinco álbuns e dois EP’s  2011 lançaram o EP “The Long and the Short of It” (figura abaixo)

Neste mesmo álbum lançaram o clipe da música “Which Way to Go” confira abaixo
Pulley – \”Which Way To Go\”

Destaco também dois discos excelentes que são Matters (2004) e @#!* (1999) imagens estão na sequencia.

Matters conta com dois sons excelentes que provavelmente você já deve ter ouvido, a clássica “Insects Destroy” e “Ysc”

Pulley- Insects Destroy

Pulley – YSC

Mais da banda

http://en.wikipedia.org/wiki/Pulley_%28band%29

http://www.myspace.com/pulleymatters


http://www.epitaph.com/artists/artist/59/Pulley

http://pulleymatters.blogspot.com/

http://www.x-members.com/